Galeria de Fotos

20/08/2012 - Fraternidade (Luanda, Angola)
 
Assim, quero começar este texto, falando de fraternidade e tudo o que une pessoas de coração belo e nobre. Compartilho com Cora Coralina que diz: “creio na fraternidade universal que liga os corações humanos”. Nossa fraternidade Madre Aloísia é eternamente grata por toda manifestação de carinho, amizade e partilha de vida. Encarar a missão com o mesmo Espírito, com um desejo infinito de fazer o bem e cumprir com o que o Senhor espera de cada uma de nós, este é nosso desafio. Perceber o que o Senhor deseja não é fácil, nem simples. E mais difícil ainda é perceber sua vontade quando nossas mães adoecem gravemente e chamam por nós. Assim foi, Mãe Marcília e Mãe Ivonne ficaram muito doentes. Primeiro Irmã Lourdes viajou e mais próximo de sua mãe pode estar com ela, compartilhar sua dor, em seguida Irmã Marilene aproveitou do tempo do Capitulo das Constituições e conviveu com sua mãe e familiares.
É deste período que queremos agradecer largamente a todas as pessoas que partilharam a vida, o tempo, a espera. Passo a citar todas as Irmãs e Irmãos que conosco fizeram FRATERNIDADE: Carlota, Liliana, Beatriz, Joy, Olímpia, Sandra, Lucrécia, Noémia, Mariana, Cecília, Valdelice, Ana Maria, Melita, Claudina, Ana, Andrea, Enedir, Dirce, Luzia, Patrícia, Arlete, Nilse, Lenira, Débora, Sebastião, Piaia, Jandir, Márcio, Jacó, Nelo, que pertencem as Congregações: Escravas do Divino Coração, Missionárias de Santa Terezinha, Jesus Crucificado, Franciscanas de Ingolstadt, Catequistas Franciscanas, Pequenas Irmãs da Sagrada Família, Pobres Servas da Divina Providência, Franciscanas de São José, Frades Menores, Pobres Servos da Divina Providência e todos os leigos e leigas que nos apoiaram neste período. Que o Pai da Fraternidade nos abençoe e que possamos testemunhar todo amor doado pelo DIVINO AMOR, porque o amor cura, o amor transforma, o amor AMA.
Uma certeza: todos os dias a DIVINA REALIDADE olha em nossos olhos e revela toda beleza de seu AMOR. AMOR, DIVINO AMOR! E a incerteza, a dúvida e dor se transforma na LEVEZA de um coração pacificado, aberto e sensível.

Irmã Marilene